Início Tecnologia Confecções já podem vender ao varejo com Cartão BNDES

Confecções já podem vender ao varejo com Cartão BNDES

Venda de vestuário ao varejo, por meio do cartão BNDES, passa a vigorar este mês

O varejo têxtil poderá utilizar o Cartão BNDES para a compra de vestuário fabricado no Brasil, o que poderá movimentar 2 bilhões de reais em vendas iniciais da confecção. Os compradores terão financiamento de até 48 meses e as confecções receberão à vista em cerca de 30 dias. A medida resulta da colaboração técnica entre a Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção) e o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). As regras para utilização são as mesmas que já valem para outros produtos cadastrados no site www.cartaobndes.gov.br.

Neste primeiro momento, em função da capacidade operacional do BNDES, serão oito mil confecções que poderão aderir a este financiamento e vender suas peças ao varejo, pertencentes aos subsetores que confeccionam meias, malharia, tricotagem e moda íntima. Paulatinamente, outros segmentos da confecção serão atendidos, contudo, já podem entrar no site e se cadastrar para obter o Cartão. Para detalhar as informações e sanar dúvidas, a equipe técnica do Banco irá ministrar palestras para os empresários em parceria com a Abit, tendo já realizado um encontro em São Paulo.

Para o presidente da Abit, Fernando Pimentel, “a medida é importante, pois é mais um instrumento de crédito para as empresas, num período em que esses recursos estão restritos e com custos elevados. Isso ajudará a aumentar a competitividade do setor e favorece a evolução dos negócios”.

Como funciona?
As confecções já podem solicitar o credenciamento como fabricantes no Cartão BNDES. Devem ter classificação específica de cada segmento (meias: CNAE 1421500, malharia e tricotagem: CNAE 1422300, moda íntima: CNAE’S 1411801 e 1411802) e data de constituição maior do que dois anos no CNPJ. Após a validação do BNDES, deverão afiliar-se a pelo menos uma empresa adquirente (Cabal, Cielo ou Rede) e cadastrar seus produtos, que também deverão passar pela análise do BNDES. Os varejistas interessados em obter esses itens podem solicitar o Cartão BNDES pelo próprio site do produto.

Compartilhar