Início Confeccionista Mercado varejista espera novo ciclo de consumo em 2020

Mercado varejista espera novo ciclo de consumo em 2020

O primeiro mês de 2020 já está quase no fim, e o pessimismo do mercado varejista ficou lá em 2019. O setor espera uma retomada mais vigorosa desde o último ciclo de expansão do consumo, encerrado seis anos atrás.

De acordo com relatório do analista do Citi Tobias Stingelin, a expectativa é de um ano com bom desempenho das empresas de artigos de moda e de produtos eletrônicos. Lojas Renner e Via Varejo, seguidas de GPA e Lojas Americanas são citadas como exemplo.

“Acreditamos que estamos prestes a iniciar efetivamente um ‘novo ciclo‘, que sustentará o crescimento e o consumo privado”, escreveu Citi Tobias Stingelin. “As operações das empresas estão enxutas (após a crise que obrigou cortes de custos e despesas), o que deve resultar em maior alavancagem operacional, enquanto taxas de juros mais baixas por mais tempo também ajudarão a gerar ganhos (juros menores melhoram o resultado financeiro)”, completou.

Segundo dados do IBGE, divulgados pelo Valor Econômico, a fase de maior crescimento recente no comércio durou 11 anos, ocorrendo a partir de 2004. O setor acumulou queda nas vendas entre 2015 e 2016. O mercado chegou a registrar uma tímida alta, entre 2017 e 2019, o que não permitia que empresas e analistas classificassem como o início de um novo ciclo.

Entre os fatores que levam a uma análise otimista para este ano está na forte queda nos juros, inflação mais baixa, retorno gradativo de crédito às famílias e redução progressiva no índice de desemprego.

Contudo, é preciso ter cautela. Economistas alertam para as incertezas no cenário externo, com nova fuga de investidores do mercado, que podem levar à instabilidades no câmbio e afetar os preços no país.

Fonte – Guia Jeanswear.

Compartilhar